A mudança de paradigma do século 21: de estruturas elegantes para estruturas orgânicas

Data: 
Quarta, 28 Janeiro, 2015
Região: 
International

Cem anos atrás, os arquitetos Frank Lloyd Wright, Berlage e Rietveld tornaram-se famosos por seus  projetos de edificações com base em formas simples, materiais leves e padrões coloridos. O New Style ou novo pragmatismo teve seus seguidores durante todo o século 20. No século 21 arquitetos-estrela seguiram uma visão diferente, onde morfologia e formas orgânicas são predominantes. Frank Gehry, Zaha Hadid, Daniel Liebeskind ou Coop Himmelb (l) au - para citar alguns - construíram estruturas extraordinárias; muitas destas foram estruturalmente concebidas com a ajuda do Scia Engineer, por exemplo, Musée des Confluências (Lyon), Fondation Luis Vuitton (Paris), New Port House (Antuérpia)...

Também para projetos de pontes e obras de arte, formas orgânicas naturais ganham importância; Ney & Partners é uma empresa de consultoria em estruturas com sede em Bruxelas que projeta pontes atípicas (ver a Passarela em Esch-sur-Alzette, Luxemburgo).

Mais estruturas estão sendo construídas com formas influenciadas pela natureza (flores, insetos...) em uma resposta ao movimento ecológico. Referimo-nos ao arquiteto belga Vincent Callebaut que concebeu o Tao Zhu Garden, Agora Residencial Tower (Taipei) em construção.

Scia Engineer apoia fortemente projetos de estruturas orgânicas, graças às suas facilidades para modelagem, geração automática de malhas, a cálculos avançados de não-lineares, dinâmica e construção por estágios.

Scia está pronto para o século das eco-estruturas.