Ponte de Pedestres “Vluchthaven” – Amsterdã – Holanda

Cliente: 
Data final da construção: 
Out-2012
Software: 
País: 
Netherlands

Programma

Arquitetura e Estudo de Estabilidade

 

Conceito

O design da ponte para pedestres Vluchthaven se destaca  pela sua graciosidade e originalidade. Saindo de uma engenharia clássica, nossa ideia era limitar a hierarquia dos elementos fazendo com que várias funções convergissem  juntas para um fim comum. A ponte Vluchthaven é um exemplo de integração dessa ideia: o tabuleiro, os elementos atirantados, a viga principal são apenas um elemento. A ponte foi concebida a partir de uma placa de curvatura singular.
Inspirado pelo elegante movimento de uma garça alçando voo, a placa é levemente “torcida” ao redor do seu eixo, representando a coluna vertebral da ponte. Como resultado, o formato da ponte envolve: o perfil transversal do meio do vão  côncavo enquanto o oposto acontece sobre os apoios, com seção transversal convexa. Dessa maneira a altura construtiva necessária é alcançada nos apoios. Isso dá a ponte o formato de onda, modesto, mas suficiente para provocar uma experiência de visual e ritmo.
O formato suave de onda da ponte, com referência as ondas suaves do lago IJ, é estruturalmente otimizada é foi seguida também para o dimensionamento do corrimão, que acentua o formato do tabuleiro. Isso garante a ponte um ritmo calmo e moderado.
A parte móvel da ponte foi dimensionada de uma maneira integrada. Quando a mesma é fechada a parte móvel não é vista.

 Analise estrutural

Scia Engineer foi usado para criar o modelo analítico da ponte através de placas 3D. Há sete diferentes elementos que podem ser identificados no modelo:

1. Os lados, modelado como placas 3D
2. As placas curvas dos cantos, modeladas como placas 3D
3. As placas levemente curvadas do tabuleiro, modeladas como placas 3D
4. Os enrijecedores em formato U sob os apoios, modelados como placas 2D
5. Os enrijecedores lisos embaixo do tabuleiro, modelados como placas 2D
6. A estrutura de apoio em concreto, modeladas como vigas
7. Os apoios com enrijecedores da existente fundação em estacas.

Através do uso da função  ‘import dxf/dwg”, o contorno 3D das linhas da geometria foram carregadas no Scia. Enquanto as linhas e nós foram importadas, as placas curvadas foram geradas no modelo do Scia.
Fazendo uso da ferramenta XML foram modelados 98 carregamentos diferentes.
A forma específica dos enrijecedores sobre os apoios foram modelados com o uso da função cut-out. Também, os enrijecedores lisos seguem o formato da geometria determinada pela onda do tabuleiro.
Pela natureza móvel da ponte, na situação fechada, três opções de abertura foram modeladas e calculadas com os efeitos do vento na estrutura durante abertura e fechamento da mesma.
Com a ferramenta ‘Productivity toolbox’ a geometria das placas foi exportada em formato de tabela juntamente com todos os resultados dos cálculos lineares. A análise de estabilidade foi usada para estimar o comportamento da ponte próximo aos apoios no modelo 3D completo.
Para investigar o comportamento vibratório da ponte, a parte permanente da ponte foi analisada com o uso da função de análise dinâmica, usando o modelo 3D completo.

Imagens & Screenshots