Dicas e Truques: importação de IFC e para uma rápida conversão para o modelo de análise através da Caixa de Ferramentas BIM

O SCIA Engineer pode ser utilizado em qualquer fluxo de trabalho, reduzindo tarefas manuais e adaptações, além de tornar mais eficaz a colaboração entre os participantes do projeto. O formato IFC, um entre os vários formatos suportados pelo SCIA Engineer, é um elemento fundamental para o Open BIM. Fora isso, o SCIA Engineer é o primeiro software de análise estrutural certificado para importação e exportação do IFC 2x3 e possui o recurso exclusivo da Caixa de Ferramentas BIM, que ajuda a otimizar o fluxo de trabalho Open BIM para a análise estrutural. 
Assim sendo, vamos para as dicas práticas de como importar o IFC e trabalhar com a Caixa de Ferramentas BIM.  

 

Importação IFC de um modelo

A importação IFC pode ser realizada pelo menu Arquivo > Importar > IFC2x3. Esta função suporta o arquivo IFC tradicional ou IFCzip. 

SCIA Engineer IFC import_1pt  
Fig. 1 Menu de importação

Após a seleção do arquivo IFC, a caixa de diálogo de opções de importação de IFC será exibida.

SCIA Engineer IFC import_2pt  
Fig. 2 Caixa de diálogo de opções de importação de IFC

Na caixa de diálogo, selecione quais os tipos de elementos que precisam ser importados (por exemplo, apenas elementos 1D ou 2D e armaduras, etc.). Se o arquivo possuir também cabos de protensão, você deve selecionar como deseja que eles sejam importados: como internos ou livres. 

Por padrão, os pavimentos são importados do arquivo IFC. Você pode ignorá-los ao desmarcar a opção.

A opção mais importante na caixa de diálogo é de como você deseja importar os objetos da geometria, como elementos nativos (se for possível) ou como objetos de referência/sólidos gerais (modelo de referência). 

Se o arquivo IFC conter vários objetos armazenados com representação de contorno (BREP), recomenda-se selecionar a opção de Executar reconhecedor de elementos, que converterá todos os elementos definidos no arquivo IFC como vigas, pilares, paredes padrões e lajes em elementos nativos do SCIA Engineer.

Durante a importação, os nomes dos materiais são automaticamente mapeados através dos materiais do SCIA Engineer, utilizando tabelas de mapeamento pré-definidas, sendo fundamental o arquivo IFC conter os materiais com os nomes exatos especificados na norma utilizada.

Uma vez que a importação seja concluída, um relatório é exibido, mostrando o número total de elementos importados, bem como elementos que não foram importados.

SCIA Engineer IFC import_3pt  
Fig. 3 Relatório da importação de IFC

Para mais informações sobre a importação de IFC, por favor, acesse a ajuda do SCIA Engineer

 

Criando um modelo de análise utilizando a Caixa de Ferramentas BIM

Uma vez que o modelo de arquitetura (estrutural) foi importado pelo arquivo IFC, o modelo de análise pode ser gerado no SCIA Engineer ao se utilizar a Caixa de Ferramentas BIM.  
Após a importação, os eixos dos elementos e planos médios não estão conectados entre si e alguns elementos podem ter sido importados como sólidos gerais em vez de elementos nativos 1D e 2D do SCIA Engineer. Siga os próximos passos para gerar o modelo de análise:

Converter sólidos gerais em elementos do SCIA Engineer

Inicialmente, converta os elementos que não são nativos em nativos. Siga para a Caixa de Ferramentas BIM e use umas das funções de Convesão.

SCIA Engineer IFC import_4pt  
Fig. 4 Menu da Caixa de Ferrametas BIM

Aqui estão as opções mais utilizadas para converter sólidos gerais em elementos 1D e 2D do SCIA Engineer: 
Sólido geral em viga/pilar

Esta função gera elementos nativos do SCIA Engineer a partir de sólidos gerais ao reconhecer automaticamente os formatos das seções transversais, a orientação do elemento (pilares verticais e vigas horizontais/inclinadas) e ao criar os eixos locais dos elementos. Também é possível reconhecer vigas curvas ou arbitrárias e elementos com mísulas. Esta função pode ser executada sólido por sólido ou pode ser utilizada em um grande número de sólidos ao mesmo tempo, dependendo da seleção.

SCIA Engineer IFC import_5pt  
Fig. 5 Caixa de diálodo do Sólido geral em viga/pilar

Sólido geral em placa/parede

Esta função cria automaticamente planos médios de elementos 2D. Elementos verticais são reconhecidos como paredes. Se a parede é curva, existe a opção de Detectar placas circulares para criar uma parede circular (veja o exemplo abaixo). Esta função também pode ser executada sólido por sólido ou para uma seleção de múltiplos objetos.

SCIA Engineer IFC import_6pt  
Fig. 6 Caixa de diálodo de Sólido geral em placa/parede

SCIA Engineer IFC import_A
Fig. 7 Conversão de uma parede circular

Parte de um sólido geral em um elemento

Esta função é destinada a volumes com uma forma complexa. Cada subparte do sólido pode ser convertida em uma viga ou uma superfície. No exemplo abaixo, os consoles de um pilar pré-fabricado são convertidos em vigas individuais. 

SCIA Engineer IFC import_8pt
Fig. 8 Propriedades da conversão de uma parte de um sólido geral em um elemento

SCIA Engineer IFC import_B
Fig. 9 Conversão de um pilar com consoles

 

Alinhar

Quando todas as entidades são convertidas para elementos nativos do SCIA Engineer, seus eixos e planos médios devem ser alinhados utilizando a função Alinhar. Isso ocorre porque as superfícies externas, geralmente, estão perfeitamente alinhadas no modelo arquitetônico importado, enquanto os planos médios não estão.

Existem várias opções de como alinhar o modelo de análise, por exemplo, utilizar as configurações de pavimentos ou os planos dos sistemas locais de coordenadas (LCS). Também é possível alinhar apenas certos tipos de elementos, por exemplo, vigas para pilares, pilares para placas e outros. Antes de executar a função, você pode ver como será realizado o alinhamento pela função visualização em tempo real.

SCIA Engineer IFC import_10pt
Fig. 10 Opções de alinhamento

SCIA Engineer IFC import_11pt    
Fig. 11 Alinhamento dos planos médios

SCIA Engineer IFC import_C
Fig. 12 Desalinhamento dos planos médios do modelo de arquitetura importado

Existem várias maneiras para alinhar os planos médios e criar o modelo de análise. Abaixo, você encontrará alguns passos de como fazer isso.

 As funções Distância máxima do nó para o plano mestre e Máx. deslocamento total do nó são muito importantes. Recomenda-se que seja utilizada uma distância pequena no começo, para garantir que os elementos sejam alinhados aos planos esperados.
Veja o exemplo onde a Distância máxima do nó para o plano mestre é definida em 0,1 m e 0,15 m, respectivamente.

Em ambos os casos, os planos metres são os mesmos:

SCIA Engineer IFC import_1314pt
Fig. 13 Planos mestres

O resultado para 0,1 m é:

SCIA Engineer IFC import_1516pt
Fig. 14 Alinhamento com o nó para o plano mestre = 0,1 m

As paredes são alinhadas juntas e as bordas das lajes são alinhadas para os planos das paredes.
Entretanto, para 0,15 m, as paredes e pilares também são alinhados para os planos dos pavimentos.

SCIA Engineer IFC import_1718pt
Fig. 15 Alinhamento com o nó para o plano mestre = 0,15 m

De forma alternativa, você pode alinhar todos os elementos aos planos dos pavimentos:

SCIA Engineer IFC import_1920pt
Fig. 16 Alinhamento de todos os elementos aos pavimentos

Em seguida, alinhar todas as paredes juntas:

SCIA Engineer IFC import_2122pt  
Fig. 17 Paredes alinhadas

 

Conectar

O último passo necessário é conectar os elementos utilizando a função Conectar. A ação básica é conectar os elementos 1D usando nós de ligação e elementos 2D usando as interseções. Entretanto, também é possível conectar vigas às placas como nervuras ou nós entre si por braços rígidos.

SCIA Engineer IFC import_23pt  
Fig. 18 Caixa de diálogo da função conectar

No exemplo anterior, os pilares são conectados às lajes.

SCIA Engineer IFC import_D
Fig. 19 Modelo de análise final

Para mais informações sobre a Caixa de ferramentas BIM, por favor, acesse a ajuda do SCIA Engineer.

Número de referência: 
ESA1916
Software: 
Categoria: 
Tips and Tricks
Tipo: 
Usuário Free